Sábado, 13 de Agosto de 2005

.::Metamorfoses::. (V)

         Fiquei calado, por longos segundos, só depois consegui dizer alguma coisa:


- De certeza não faço o mesmo do que tu!


         - Ruben, isto não é o que parece… - disse-me o David.


         - Pois não é, nem tenho nada a haver com isso!


         - David, então que se passa? – Ouço uma voz que me é bastante familiar. Nesse instante, aparece por detrás do David, quase nua trazia os seus seios igualmente desnudados. Nem quis acreditar … - é assim que és meu amigo, estando na cama com a pessoa que ainda mexe comigo. Tu sabias de tudo.


         - Ruben, foi sem querer! Foi um impulso…


         - Está tudo bem David, vai lá, continua. Quero estar sozinho.


 


         Fui para o meu quarto, foi mais uma noite em branco. Já nem sei para que fico assim.


 


         Esperei, impacientemente, até que o sol nascesse. Pôs-me a pé, tomei um banho e fui preparar o pequeno-almoço, depois íamos sair mas eu fiquei em casa, disse que tinha dormido mal a noite e que queria descansar.


 


         Porra, parece que os Deuses estão contra mim, que mais me irá acontecer!? E nesse instante o meu telemóvel toca, deixo-o tocar mas como a insistência é muito apanho-o, no visor vejo que é a Marta:


         - Estou Marta, tudo bem?


         - Já estive melhor Ruben. Tenho que falar contigo, é urgente. Onde estás?


         - Eu estou no Norte, não dá para ser mais tarde?


         - Não, tem que ser mesmo agora, mas eu falo por telemóvel …


         - Está bem, fala!


         - Eu fiz exames …


         - Estás Doente?


         - Não … quer dizer Sim. Ruben, fiz exames e o resultado foi positivo!


         - Estás grávida, Marta. Parabéns! Isso é óptimo, é uma dádiva de Deus, todas as mulheres querem!


         - Não!!! Não me estás a perceber. Eu sou Seropositiva … sou tua amiga senti-me na obrigação de te avisar.


         Não, não pode ser! Que mais me iria acontecer? É uma coisa, bem pior do que a outra.


         - Quando descobriste?


         - Na semana passada. Mas para dar positivo no teste, foi pelo menos há 3 meses e nós estivemos juntos há 5 meses atrás, faz um teste.


         - Está bem, Marta obrigado…


Desliguei a chamada. Agarrei nas minhas coisas, meti-as no carro e saí dali, completamente desnorteado.


Quando os outros chegaram a casa simplesmente depararam-se com um bilhete meu dizendo que me tinha ido embora e que voltava quando pudesse.


 


Tenho medo! Tenho mesmo muito medo do resultado! Até tê-lo não sei que farei da minha vida.


(…)

publicado por R.M. às 21:53
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Para não perder o Blog

. Fim

. (Re)Escrever o Verbo Amar

. Deixo-te escolher...

. Olhar

. Xeque-Mate da vida...

. Noite...

. Sonho

. Anjo das Asas Negras

. Não há fuga

.arquivos

. Agosto 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub