Quinta-feira, 28 de Outubro de 2004

Procura-se Amigo!

greenpeace.jpg


 


Procura-se um amigo

Procura-se um amigo.
Não precisa ser homem,
basta ser humano,
basta ter sentimento,
basta ter coração.

Precisa saber falar e calar,
sobretudo saber ouvir
o que as palavras não dizem.

Tem que gostar de poesia,
de madrugada, de pássaros,
das estrelas, do sol, da lua,
do canto dos ventos
e das canções da brisa.

Deve ter amor,
um grande amor por alguém,
ou então sentir falta de não ter esse amor.

Deve amar o próximo e respeitar a dor
que os passantes levam consigo. 

Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão,
nem é imprescindível que seja de segunda mão.

Pode já ter sido enganado,
pois todos os amigos são enganados.

Não é preciso que seja puro,
nem que seja de todo impuro,
mas não deve ser vulgar.

Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e,
no caso de assim não ser,
deve sentir o grande vácuo que isso deixa.

Tem de ter ressonâncias humanas,
seu principal objetivo deve ser o de amigo. 

Deve sentir pena das pessoas tristes
e compreender o imenso vazio dos solitários.

Deve gostar de crianças
e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos,
que se comova quando chamado de amigo.

Que saiba conversar de coisas simples,
de orvalhos, de grandes chuvas
e das recordações da infância.

Preciso de um amigo para não enlouquecer,
para contar o que vi de belo
e triste durante o dia,
dos anseios e das realizações,
dos sonhos e da realidade.

Deve gostar de ruas desertas,
de poças d´água e de caminhos molhados,
de beira de estrada, de mato depois da chuva,
de se deitar no capim.

Preciso de um amigo que diga que vale a pena viver,
não porque a vida é bela,
mas porque já tenho um amigo.

Preciso de um amigo para parar de chorar.

Para não viver debruçado no passado
em busca de memórias perdidas.

Que bata nos ombros sorrindo e chorando,
mas que me chame de amigo,
para que eu tenha a consciência de que ainda vivo. 

(Vinícius de Moraes)


 

publicado por R.M. às 20:46
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Filipe a 13 de Fevereiro de 2005 às 21:13
Olá amigo!
Gostei muito de ler o teu Blogs, escreves os textos, é muita espectacular e excelente! Sentes muito espirito para comentário de textos. Muitas Parabéns! Fico muito feliz por ti.És muito simpatico, divertida... és meu bom amigo.



De Jos.Manuel a 1 de Novembro de 2004 às 12:39
sim sra ainda bem que ja o encontrastes catia , parabens amigo tens aì uma amiga do coração ok continua a escrever força ctg


De catia a 30 de Outubro de 2004 às 22:28
"Preciso de um amigo que diga que vale a pena viver,não porque a vida é bela,mas porque já tenho um amigo.
Preciso de um amigo para parar de chorar.
Para não viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas."
axo k esse amigo ja tive a felicidade de encontrar... :P
jinhos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Para não perder o Blog

. Fim

. (Re)Escrever o Verbo Amar

. Deixo-te escolher...

. Olhar

. Xeque-Mate da vida...

. Noite...

. Sonho

. Anjo das Asas Negras

. Não há fuga

.arquivos

. Agosto 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds