Segunda-feira, 25 de Abril de 2005

Numa Noite ao Luar...



   Sinto-me longe de ti, fui levado pelo vento...
Meto-me no meu carro e vou sem destino, vou até onde o vento me levar. Sem rumo nem direcção dou por mim junto ao mar, paro o carro e vou até perto dele. Sento-me ali, num rochedo, e fico a ouvir as ondas a bater nas rochas. Como compreendo os sons do mar, já não deve poder escutar as minhas lamúrias, sempre que estou triste vou para o seu pé, sinto-me bem! E como se não bastasse, cada vez que lá vou acrescento-lhe um pouco mais de sal...


Não sei bem porque te amo mas desde que te vi fiquei preso pelo teu olhar; o teu doce e lindo olhar, foi tão grande o sentimento que senti que não consegui conter o impulso do meu coração que fez com que eu sentisse o calor dos teus lábios, bem encostados aos meus! 


Por tanto divagar nos meus pensamentos, adormeci! Acordei com um toque na minha face, estava frio e a pessoa como se adivinhasse que eu estava sentindo muito frio, deu-me um beijo, um doce beijo, que irradiou pelo meu corpo o calor da paixão!


 


Afinal o vento pode ter-me colocado longe de ti mas foi o mar que te trouxe de novo para perto de mim! Claro que falta dizer que um beijo como aquele só mesmo o meu amor o podiar dar!

publicado por R.M. às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Sábado, 23 de Abril de 2005

Olhar...

olhar-05-06-04.jpg


 


   Quantas vezes já tentei dizer-te as coisas que mais querias ouvir mas existia algo que não me deixava falar, um sofoco que me impedia a emissão de qualquer som! Ficaste triste não ficaste!!? Que posso eu fazer!!!?


Não percebo a causa que faz com que isto me aconteça!


O que sinto dentro de mim é como um astro que flameja intensamente, com um brilho constante e ofuscante, que não consegue parar! É tão grande que o que sinto não consegue sair pela boca...


Olho, olho para ti consigo transmitir-te tudo o que vai cá dentro! Vejo-te com as lágrimas nos olhos e corro para ti! Os nossos corpos tocam-se e no meio de tanto calor, sinto um arrepio que me corre pela espinha! Beijo os teus lábios e sinto o que nunca antes sinti!


 


Amo-te e quero que saibas isso!

publicado por R.M. às 12:57
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Abril de 2005

Desafio

Recebi este desafio do blog dos MISS DEVIL e cá vai disto e como eu não gosto nada de desafios porque haveria de recusar este?


Uma cadeia de literatura surgiu na Blogosfera Portuguesa - o ex-libris da tugosfera - por iniciativa do "Barrie" de "the pink bee", a 7 de Março, seguida pelo "Guy" do "non tibi siro", conferindo-lhe o sabor do sul da Europa...


Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quererias ser?
Queria ser, deixa cá pensar, queria ser "Os Lusíadas", porque relata os feitos do povo Português e isso é motivo de orgulho, acima de tudo sou muito patriótico!


Já alguma vez ficaste apanhadinha(o) por um personagem de ficção?
Sim, já estive apanhadinho por uma personagem e espero ficar por muitas mais!


 


Qual foi o último livro que compraste?
Vagabundos de Nós!


Que livros estás a ler?
"A Aparição", "Felizmente há luar" e "O Retrato de Dorian Gray"


Que livros (5) levarias para uma ilha deserta?
"Vagabundos de Nós"
"As palavras que nunca te direi"
"Código de Da Vinci"
"Anjos e Demónios"
"Ensaio sobre a Cegueira"


A quem vais passar este testemunho (três pessoas) e porquê?


Boxexas


Paper Flower


Confissões de uma Surda


 


Escolhi estas três pesssoas porque gosto muito da escrita delas e estou certo que elas ajudarão a enriquecer esta corrente!

publicado por R.M. às 12:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 17 de Abril de 2005

Anjo sem Asas!


   Era um em que o Sol se escondia por detrás das nuvens, adivinhava-se chuva! As ruas da cidade começavam a ficar vazias; olho para um lado e para o outro e já não vejo ninguém! Vou caminando em direcção do nada e com objectivo algum, olho ao longe e vejo uma pessoa a complentar o Pôr-do-Sol, sinto-me a ser guiado na sua direcção, o meu corpo leva-me para lá como se tivesse vontade própria! Essa pessoa tinha um olhar triste, magoado e até mesmo ferido!


Perguntei-lhe que se passava mas de nada serviu, senti uma necessidade enrome de ficar ali a olhar-lhe! A dada altura a minha mão ergue-se e foi ao encontro da sua mão, era bonita e tinha um toque muito suave, fiz com que escosta-se uma mão na minha cara e outra no meu coração e sorriu! Nada mal uma reacção desse género para quem não cedia a falar.


 


Todos os dias no meu caminho para casa, encontrava essa pessoa, no mesmo lugar! Passadas algumas semanas já nos conheciamos e estavamos todos os dias, às mesmas horas e no mesmo local... já fazia parte das nossas vidas estarmos juntos e aquela cara triste converteu-se num sorriso permanente e o meu coração apertado começo novamente a soltar-se.


Passaram-se meses a fio, e nunca mais nos separamos, até o dia em que começei a reparar numa coisa diferente nessa pessoa. Nas suas costas ele tinha duas cicatrizes das quais começavam a nascer um par de asas, então aí contou-me que era um anjo e antes de me conhecer tinha sofrido muito por amor, ao ponto de ter perdido as suas asas e agora que me amava as suas asas podem de novo crescer e novamente vejo uma expressão triste na sua face...


Perguntei que tinha e disse-me ainda que na altura em que as suas asas tivessem crescido completamente, teria que voltar para o local de onde tinha vindo.


(In)Felizmente cresceram e chegou ao dia da sua partida! Encontramo-nos uma última vez no local onde conhecemo-nos, deu-me um beijo, o nosso primeiro e único beijo, abraço-me...


Depois voltou-me costas, abriu as suas asas e partiu sem olhar para trás...


Caí de joelhos naquele local e as lágrimas começaram-me a cair pelo rosto por saber a minha triste sina.


A partir dessa noite, sempre que estou na cama, antes de dormir, sinto um doce toque nos meus lábios e sei que é um beijo seu de boa noite...


Pena todos os Anjos terem Asas!

publicado por R.M. às 15:03
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Abril de 2005

Não consigo dizer...

   Não consigo escrever, tremem-me as mãos e as pernas estão bambas!


Sento-me num degrau, na rua e espero que a noite chegue!


Não sei porque este monte de palavras que querem sair, não saem! Talvez espero pelo momento em que esteja com a pessoa ideal e diga o quanto gosto dela!


Não consigo escrever, não consigo dizer nem consigo fazer!!!


Já é noite! Estou deitado no chão, está muito frio e não me consigo mexer. Olho para o céu e  vejo as estrelas brilhar; está uma linda e bonita noite, era bom disfrutá-la a teu lado, sabias!?


Passam horas e horas e continuo ali deitado, não sinto o meu corpo, bem lá no fundo ouço o compasso do meu coração, está fraco, sinto-o e só o calor da tua paixão o faria aquecer todo o meu corpo!


Todas as palavras que te queria dizer, são um nada que é tudo, gelaram na minha garganta e dificultam-me a respiração. Não! Não quero morrer sem poder dizer tudo quanto tenho para te dizer, quero gritar mas faltam-me as forças! Porquê!? Porquê agora!?


Ouço passos! Estão a descer a escada! Tocam-me! Sinto o calor a expandir-se pelo meu corpo. Dou um sorriso, estou feliz!


Dás-me a mão e solto um suspiro, é esta a altura de te dizer o que tenho a dizer...


A muito custo o gelo que envolvia a palavras quebra-se e em tom de desabafo digo: - Amo-te!


Fecho os olhos e nunca mais vejo esse teu belo olhar!


 


 


 


Tarde ou não, a palavra AMOR por mais pequena que seja pode conter o sentimento mais puro e belo que na vida há! Não tenha medo de assumir que esse sentimento existe e que é ele que mantem o seu coração o seu coração quente!!!

publicado por R.M. às 00:02
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Abril de 2005

Amar-te!

   Quantas vezes já me apeteceram sair daqui e ir atrás de ti!?


Amar-te é a chama que alenta a minha vida e dá-me força para o novo dia que chega, logo após o outro! Despertar é acordar com um sorriso lindo, cheio de energia e que transborda de Amor!


Saíu para a rua, sei que não te encontro, livre como um pássaro e deixo-me vaguear por aí, o vento com o seu toque dócil encarrega-se de levar os meus beijos que envio para ti, nas folhas das árvores!


E quando numa tarde de Primavera vou de regresso para casa, olho para céu e caem gotas de água sobre a minha face, páro no meio da rua e deixo-me sentir beijado por aquelas pequenas gotas que dançam sobre os meus lábios, porque sei que são os beijos que tu, amor, estás a me mandar!


 


Amo-te!

publicado por R.M. às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Abril de 2005

Sem hipotese de escolha!

   Hoje temos aqui um post um pouco diferente!  O meu amor que escreveu um pedido de namoro para mim! Amo-te muito mor!


 


 


Não sei se reparas-te estou quase a pedir-te em namoro, és lindo demais, não consigo resistir a esta tentação, acho que o meu coração bate mais forte, ele quer pedir, ele vai pedir... PÁRA, espera, espera um pouco, pensa porque assim tão de repente?? Porquê este sentimento que me invade o corpo, este palpitar que não me deixa pensar... Que se lixe vou arriscar...e ai decidi: OLÁ queres ser meu namorado???


 


A energia passou, senti-me mais positivo, mais forte, consegui libertar o meu coração do desejo de te ter entre mãos...


 


Agora tu tens essa responsabilidade... ou AMAS ou AMAS, não te dou muitas oportunidades.


 


Estou a olhar para o MAR, fantástico será que demora muito tempo a nado daqui ate à Madeira? Será? Fiquei a pensar nisso durante hora a fio... olhei, olhei...


 


O essencial deste olhar consiste em ver o universo, como um todo, composto por esta energia do amor; consequentemente, nós podemos talvez modificar não só o nosso espírito como a forma de estar, ate mesmo via satélite encontrar o nosso amor nas estrelas que entretanto apareceram. Já sinto a tua energia. Acho que aceitas-te


 


Mas também só tinhas 2 hipóteses ou AMAS OU AMAS!


 


 

publicado por R.M. às 23:32
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Abril de 2005

Amor!?

   Estou sentado à janela do meu quarto, vejo a Lua envolta pela suas amigas estrelas...


Já pensaste no amor vivido nos céus!? O Sol e a Lua, vivem em constante movimento, sempre um atrás do outro. Aguardam por momento como o Eclipse, momento em que os seus "corpos" se tocam, vivem o calor da sua paixão, que o tempo e a distância encarrega-se de arrefecer!


O Amor tem destas coisas: dor, sofrimento, paixão, alegria, diversão... Mas a distância é uma das maiores barreiras a ser ultrapassada, tal como com o Sol e com a Lua, quando o Amor é verdadeiro, como o nosso, é ultrapassado, com algum custo é verdade mas é possível!


O meu Amor por ti é assim, estou aqui, no meu quarto, enquanto penso intesamente em ti: beijo os teus suaves lábios, toco-te no corpo desbravando cada lugar teu...


são nestes momentos que passo toda a paixão que sinto dentro de mim, para esse lado do oceano, tão longe do meu coração!


Esta distância dá comigo em louco, cheio de vontade de te ter em meus braços, poder beijar-te e dizer quanto te amo!


Por outro lado, sei que pessoas como nós vivem o seu dia a dia na esprança de um dia ter o seu momento de eclipse, dia em que os nossos corpos se tocam e todo o nosso calor emanará, dos nossos corpos, o quente e doce aroma do nosso amor...


 


Este post é dedicado a TI... Sabes perfeitamente que tu estás no meu coração sempre e para sempre, acompanho-te a todo o tempo, estou contigo e vou sempre estar.

publicado por R.M. às 11:47
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Para não perder o Blog

. Fim

. (Re)Escrever o Verbo Amar

. Deixo-te escolher...

. Olhar

. Xeque-Mate da vida...

. Noite...

. Sonho

. Anjo das Asas Negras

. Não há fuga

.arquivos

. Agosto 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds