Domingo, 31 de Outubro de 2004

O que me esperava naquela manhã...

 

cancer-2d.jpg


 


    Naquela manhã em que, estranhamente, o Sol estava escondido por detrás das nuvens descobri algo que me fez pensar em toda a minha vida, naquele momento passaram-me pela memória os bons e os maus momentos. As lágrimas caiam-me pela cara, quando a massajar o meu peito encontrei uns nódulos; fiquei ali a chorar a pensar no que seria dos meus filhos e do meu marido.


   Acabei por vestir-me e dirigir-me ao meu médico. Rapidamente tentou acalmar-me argumentando que podem ser apenas pequenas "mazelas" que não o que pensava. A custo, fui ao laboratório com o objectivo de realizar a mamografia:


- Entre é a sua vez - disse-me a enfermeira. Eu queria levantar-me mas parecia congelada, o medo tomava conta de mim! - Isto não vai custar nada - retorquio ela. E lá levantei-me eu, entrei por aquela por e mandaram-me despir a camisa, e enquanto aplicavam-me o creme tremia com pavor do resultado final.


Acabei o exame! Falta-me esperar até amanhã para o meu médico dar a sentença final.


Sai do laboratório, e caminhei deambulando pelas ruas, as pessoas ficavam especadas para mim, parecia que viam nos meus olhos a dor que sentia neste momento e que tinha algo que desconhecia.


Fui para casa, pois aproximava-se a hora da chegada do meu marido a casa. Preparei-lhe o jantar como em tempos anteriores. O João, chegou a casa e querido como sempre deu-me um beijo cheio de saudades e eu simplesmente fugi dele, tinha medo que descobri-se o que fui fazer hoje e fizesse perguntas. Que tens, estás esquesita? - disse o João. Ao que respondi: - Não tenho nada amor, tive um dia cansativo, amanhã estarei melhor!


Já deitada na cama com o João a meu lado, que dormia já a bom dormir, sentei-me à beira da cama, esperando que rapidamente chegasse às 8h. O tempo assim parecia estar estagnado, não avançava e o meu desespero era cada vez maior! Sentei-me ao pé da janela, olhando a Lua... e as horas passavam cada vez mais devagar! Decidi deitar-me ao lado do João, talvez aproveitar os últimos momentos da minha vida com ele.


Finalmente já é de manhã, num ápice tomei banho, vesti qualquer coisa  e fui ao meu médico. Diga-me o que tenho, por favor! - Disse eu. Ao que ele respondeu: - Tem calma, vou indicar-te uma colega minha que vai analisar melhor o teu caso. Eu não aguentava e quase que explodia: Diga-me por favor!!! o meu médico acabou por dizer: Esses nódulos tratam-se de...de....do que normalmente chamamos cancro da mama. Mas acalma-te a minha colega é optima nestes casos e vai ajudar-te.


Naquele momento parecia-me ter caído o mundo em cima, demorei uma semana a decidir-me se ia ao consultório da nova médica ou não! Quando lá cheguei a médica fez questão de colocar-me à vontade e apontou-me o caminho a seguir dizendo que tinha uma luz ao fundo do túnel: Tens hipóteses de ficar boa mas tens que ser operada de urgência, ficarás sem o teu peito!


Pensei eu: Ficar sem um peito!????? Tem tudo a haver com uma questão de estética e uma mulher precisa de tê-la!


A médica continuou a explicar-me todo o processo que iria passar e predispûs-me a tudo. Fiz a operação, a minha evolução não foi das piores mas tive que fazer químioterapia, dia após dia perdia o meu cabelo, já não tinha uma parte do meu peito, a única coisa que continuava era o João que apoiou-me em tudo, a minha família e alguns dos meus amigos que nunca me abandonaram. Acabei por rapar o meu cabelo, e a vergonha de sair à rua aumentou, as pessoas olhariam para mim de lado e apontariam-me sabendo aquilo que tinha.


A minha vida passou a ser vivida dentro de casa, saía algumas vezes para ir nas minhas visitas semanais à médica, à químioterapia e outros poucos locais. A químioterapia, desgastava-me imenso, provocava-me enjoos, vontade permanente de vomitar; acabava por ficar os meus dias deitada na cama.


A minha esperança renasceu, no dia em que a médica disse que estava a ficar melhor e que faltava-me apenas mais uma químioterapia, destas sessões que tenho feito. Era chegado o fim de tratamentos que faziam-me sentir mal.


Passei a frequentar mensalmente a médica, para consultas de rotina e os resultados eram deveras animadores, ela sugeriu-me fazer a reconstituição do meu peito. SIM, VOLTARIA A TÊ-LO E A SENTI-LO!!! Aceitei, é claro...


Eu e a minha médica, a Margarida! Tornamo-nos mais do que paciente e médica, foi ela que deu-me força nestes últimos 14 meses, cheios de dor, mágoa, angústia, tristeza e que só agora começava a ver os primeiros raios de sol, após aquela terrível manhã!


Acho que estou a chegar ao fim deste pesadelo, estou a voltar a ter uma vida normal e a Margarida já me colocou mais descançada: As tuas hipóteses de ter um recaída, é muito reduzida, parabéns conseguiste, sinto-me orgulhosa de ti.


Só tenho que agradecer que existam pessoas como a Margarida que fazem de tudo para que pessoas como eu, superem esta fase da vida!


Não se esqueça de fazer sempre o seu auto-teste da mama, prevenir não custa! O que custa mesmo é quando já é um pouco tarde para a prevenção, passar por um processo tão intenso de tratamentos. O cancro da Mama quando diagnósticado atempadamente tem cura! A cura está nas suas mãos, começe já hoje!


 


 


(Esta história não é verdadeira, mas retrata o drama de muitas mulheres em todo o mundo, em Portugal a cada dia que passa morre 4 mulheres com este problema mais uma vez relembro que se for diagnósticado cedo, o cancro da mama tem cura)

publicado por R.M. às 00:56
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sábado, 30 de Outubro de 2004

Finalistas 02/05 EPCC












Finalistas 02/05 EPCC


 


19 de Novembro de 2004


 


Não Percas!!!

publicado por R.M. às 23:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Outubro de 2004

Dedicado à minha turma!!! A melhor turma da EPCC: Gestão II

  Bem um dia tinha que ser, teria que dedicar alguma coisa aos chatos que existem na minha turma! Mas olha paciência, cada um tem a turma que merece e embora eu não mereça uma turma como esta paciência... como estava a dizer não sei se mereço uma turma como está tão espectacular!


Vamos lá fazer uma "ronda" pela turma e depois digam-me se poderia existir melhor!?


 


Adriana - É a "nossa" menina do Norte (não, não é do Porto... é de bem mais perto), conhecida pela sua extrema simplicidade e por colmatar a sua personalidade em ser extremamente caladinha (calada para quem ainda não a viu falar LOL).


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Calma


 


Águeda - A "Jade" de serviço. Contigo passei algumas horas a fio em  "bilhardiçes" (nossas) espero que algumas delas com algum fruto para o nosso futuro! Acima de tudo quando for preciso falar sabes onde me encontrar KOLMI e acabou mas é KOLMI mesmo não é aquelas coisas irritante para eu te ligar, não sou nenhum banco, nem tenho um cartão recheado de dinheiro :)


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Amor pela Vida


 


Carine - A "Francezinha", quem da escola não a conhece, devido aos seus dotes vocais, capaz colocar um encostado à parede! :D Parabéns menina é notória a tua melhoria tanto a nível da fala como a nível escrito, afinal 3 anos comigo serviram como boa influência!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Impôr as minhas ideias e a saber levantar a voz quando for preciso!


 


Daniel - Proveniente de uma cidade de Terceiro Mundo - o Rochão - sendo desconhecido a sua localização geográfica, é o nosso elemento mais ligado à cultura madeirense porque pertence a um Grupo Folclórico (claro viagens po Brasil também eu)


Ao longo deste tempo aprendi contigo: O que é que aprendi contigo!???? Hummm já sei, só falar com outra pessoa quando me tiver dirigido a palavra!


 


Denise - Aqui está uma GATA! A ti não há palavras que cheguem para dizer aqui os bons momentos que passamos juntos: rimos, choramos, fizemos teatro, ficamos triste um com o outro, mas o que realmente conta é que conquistás-te o teu lugar à sombra, no meu coração! Não vou esquecer-me nunca de ti.... o resto digo pessoalmente!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Nunca é tarde para "brincar", com medida e precaução (é por isso que caí à dias lolol)


 


Herculana - Sorridente! Disso ninguém pode ter dúvidas! Mas também é muito explosiva! Esta menina é daquelas que ferve  com pouca água mas tal como a água também o tempo faz com que ela arrefeça! Cheia de vitalidade não há uma coisa menos boa que a deixe lá em baixo por muito tempo! (Mas a vida não é sempre constante senão perdia a piada de viver, por vezes temos de sofrer um pouquinho para poder dar a volta por cima mais tarde)


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Contigo aprendi uma coisa, o tempo é muito importante para tudo, principalmente para acreditarmos nas pessoas! Por vezes não acreditamos no que nos dizem, só porque parece que está certo um determinado raciocínio, mas não te esqueças nem tudo o que parece é!


 


 


Hermenegildo - O "gajo" do nome esquisito! É verdade mas que remédio, pensamos em despreza-lo logo no início mas foi impossível ele parecia uma lapa e agarrou-se à turma! É o "Casado" de serviço e está prestes a ter uma filhota... não não é ele que ta grávido, é a mulher! :) Felicidades Hermen!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Temos que ser rápidos, pelo menos, uma vez na vida! Dizem que a rapidez é inimiga da perfeição mas por vezes enganam-se ou não seja a minha sobrinha a coisa mais bem feita da vida! :D


 


Humberto - Calmo, até por vezes de mais! Sem medo de mostrar aquilo que é!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Podem falar o que quiserem de nós, só ligamos se formos inseguros de nós próprios e quisermos ser mais uma cópia de pessoas que já existem!


 


 


João Correia - O menino do MG, ai João como este MG dá que falar! LOL Além de barulhento nas aulas, é uma pessoa que tem corpo de 26 anos mas mentalidade de 16 mas no momento preciso para aconselhar, sabes perfeitamente mostrar a idade que tem!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Epá! Acho que não aprendi nada contigo, quando me lembrar coloco aqui! ooopx já sei: Quando queremos uma coisa temos que lutar por ela!


 


 


João Jesus - Começamos no primeiro ano como amigos de "carteira", que giro não é João!? lol Brincalhão, até de mais! De ti não tenho muito a dizer, a não ser porta-te bem e com juízo, o MUNDO lá fora é muito cruel e não poderás levar a vida a brincar como até agora! Mas acima de tudo faz aquilo que gostas de fazer (não!!! não é beber um tintol) é executar alguma função que gostes, e dá sempre um toque da tua brincadeira ao trabalho.


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Brincadeira dentro do limite só faz bem!


 


 


José Nicolau - É o Nico da Carine!!! lol quem não te conheçe após estes 2 anos, pensa que és arrogante e etc! Mas não, és bastante fixe, quando podes ajudas e etc! CLaro que a Cárine ajudou muito mas o mérito é teu porque mudaste para melhor, porque quiseste!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Mudar! Podemos sempre!


 


 


Lina - A "nossa" machiqueira "má feitio"! Olha que remédio tivemos que te aturar este tempo mas não foi mau, podia ser pior! (Do tipo se fossem duas Linas lol) Acima de tudo o convívio foi bom por teres um feitio diferente dos outros!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Com persistência, chegámos ao destino!


 


 


Manuela - A menina dos opostos caladinha VS falastrona. É divertida e para se calar por vezes temos que a mandar calar-se! Por outro lado é responsável e tenta ajudar sempre que pode!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Posso sempre tentar ajudar!


 


 


Ruben - Este é um rapaz mesmo Altamente, é ... ooopx este sou eu, esqueçam não posso falar de mim :( ohhhhhhhh


Ao longo deste tempo aprendi comigo: Aprendemos com os nossos erros


 


 


Selmo - Aiaiaii A brincadeira, por vezes é demais, mas na vida temos que levar a brincar, com regras!!!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Que devo ter respeito pelas outras pessoas e pelo local onde me insiro! (Não aprendi directamente contigo mas sim ao observar-te) lol :p


 


Silvério - O rasteiro é o "segurança" de serviço, do pingo doce!!!  Não há muito a dizer quanto a ti a não ser que rasteirinho é fodiiiiiiido!!!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Desistir NUNCA! E nunca é tarde para voltar atrás!


 


 


Sílvio - Embora não pareça é calmo! Só aconselho a seres mais tu, sem medo que os outros gostem de ti ou não, os teus amigos seram sempre teus amigos digas o que disseres e faças o que fizeres! :P


Ao longo deste tempo aprendi contigo: PAAAAAAAAM! Não sei o que aprendi um dia escrevo algo! Claro que aprendi!!! Viver a vida, na boa... ;)


 


 


Vítor Zamith - Ou Samith, seja lá o que for! (Quem não sabe dizer ZAMITH que se cure). É o "Benjamim" da nossa turma mas por isso não é o menos importante nem o menos imaturo! Claro que a maturidade ganha-se com a idade mas este rapaz está à frente! Tem uma cultura que gosto bastante e faltou muito por mostrar ainda seu bandalho!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Há Lugar para tudo!


 


 


Yennifer - A nossa "refilhona" de serviço! Está sempre pronta a reclamar e a reinvidicar (imagina quando tiveres a trabalhar) lol Mas só a conhece melhor quem passa/dedica-lhe um pouco mais de tempo.


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Que se não reclamar não sei se aceitam a minha opinião ou não!


 


 


Susana - VAIS!??? A última da lista mas a não menos importante! Miga, o que tinha que dizer de ti, já foi dito! Continua como és, nunca mudes!


Ao longo deste tempo aprendi contigo: Nada é impossível, tendo amigos a quem nos possamos apoiar, vamos longe!













Ideal ou não, está é a minha turma! Foi com eles que convivi, durante 2 anos e ainda falta algum tempo para "deixa-los". Todos deixam em mim, uma memória boa, espero que o sentimento seja mútuo e sincero!!!

publicado por R.M. às 22:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Procura-se Amigo!

greenpeace.jpg


 


Procura-se um amigo

Procura-se um amigo.
Não precisa ser homem,
basta ser humano,
basta ter sentimento,
basta ter coração.

Precisa saber falar e calar,
sobretudo saber ouvir
o que as palavras não dizem.

Tem que gostar de poesia,
de madrugada, de pássaros,
das estrelas, do sol, da lua,
do canto dos ventos
e das canções da brisa.

Deve ter amor,
um grande amor por alguém,
ou então sentir falta de não ter esse amor.

Deve amar o próximo e respeitar a dor
que os passantes levam consigo. 

Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão,
nem é imprescindível que seja de segunda mão.

Pode já ter sido enganado,
pois todos os amigos são enganados.

Não é preciso que seja puro,
nem que seja de todo impuro,
mas não deve ser vulgar.

Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e,
no caso de assim não ser,
deve sentir o grande vácuo que isso deixa.

Tem de ter ressonâncias humanas,
seu principal objetivo deve ser o de amigo. 

Deve sentir pena das pessoas tristes
e compreender o imenso vazio dos solitários.

Deve gostar de crianças
e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos,
que se comova quando chamado de amigo.

Que saiba conversar de coisas simples,
de orvalhos, de grandes chuvas
e das recordações da infância.

Preciso de um amigo para não enlouquecer,
para contar o que vi de belo
e triste durante o dia,
dos anseios e das realizações,
dos sonhos e da realidade.

Deve gostar de ruas desertas,
de poças d´água e de caminhos molhados,
de beira de estrada, de mato depois da chuva,
de se deitar no capim.

Preciso de um amigo que diga que vale a pena viver,
não porque a vida é bela,
mas porque já tenho um amigo.

Preciso de um amigo para parar de chorar.

Para não viver debruçado no passado
em busca de memórias perdidas.

Que bata nos ombros sorrindo e chorando,
mas que me chame de amigo,
para que eu tenha a consciência de que ainda vivo. 

(Vinícius de Moraes)


 

publicado por R.M. às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2004

Renascer...






 

011.jpg


 Quero agradecer a todos aqueles que me fizeram renascer para a vida!


Este será o site de homenagem a todos eles, prometo que sempre que possível cada um terá o seu cantinho aqui no site!


Cátia, obrigado por me fazeres resnacer...


 


Agarro-me a esta vontade que quero


viver, pois amo demais toda esta


liberdade que não quero perder!





publicado por R.M. às 21:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Para não perder o Blog

. Fim

. (Re)Escrever o Verbo Amar

. Deixo-te escolher...

. Olhar

. Xeque-Mate da vida...

. Noite...

. Sonho

. Anjo das Asas Negras

. Não há fuga

.arquivos

. Agosto 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds