Quinta-feira, 17 de Março de 2005

Sonho

   Estou na sala de espera da clínica, aguardo que chamem pelo meu nome...


 - Maria dos Santos, é a sua vez!


   Vou eu, mais uma vez, à consulta com o meu ginecologista será que é desta vez que ele me dá a boa nova que estou transportando no ventre o filho que tanto anseio!?


 


 


Acabou a consulta e mais uma vez saiu de cabeça baixa. Não foi desta vez, ainda!


De volta a casa, passo por um infantário e estão as crianças no intervalo e brincam todas. Foi ao ver esta imagem que fui a um centro de acolhimento ver crianças abandonada. Ao entrar uma criança agarra a minha perna: - És tu que vais ser a minha mãe!? És muito bonita! Quero que sejas a minha mãe.


 


Por momento entrei em estado de choque, muito feliz por ter uma criança a querer que eu seja a sua mãe mas por outro lado uma grande angustia em pensar de como as pessoas podem ser tão cruéis e deixarem ali abandonadas o que melhor na vida lhes podia acontecer!


Nesse dia, não consegui entrar. Saí dali e fui para a praia, precisava de relaxar!


Passei a frequentar todos os dias o centro de acolhimento e convidaram-me para trabalhar lá!


Pouco mais tarde, eu e o Pedro fomos convidados a ser familia de acolhimento da Filipa e nós adoramo-a! É uma criança muito doce e até nos trata por pai e mãe! É um sonho tornado em realidade! Faz hoje 3 anos em que eu, o Pedro e a Filipa estamos juntos e nunca mais ninguém nos separará...


HA! É verdade continuei a fazer os tratamentos pedidos pelo meu médico e estou grávida de quase 9 meses, a Filipa terá um irmão com quem possa brincar...


Há sonhos na vida que parecem impossíveis, à primeira vista... São assintos que devem ser tratados com cuidado e com o tempo necessário.


 


Se é alguém que passa pelo mesmo, deve saber que não é o único casal com esse problema e que hoje existem tratamentos que dão-nos a oportunidade de transportar no ventre o nosso filho, concebê-lo e ama-lo. No entanto, não podemos esquecer que existem crianças abandonadas que em nada têm a culpa de terem pais que não merecem a felicidade de ter um filho.

publicado por R.M. às 22:28
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De miss devil a 19 de Março de 2005 às 10:49
k culpa têm as crianças pelo erro dos adultos para serem abandonadas assim?
escreveste uma realidade vivida por muitas pessoas mas, existe ainda aquelas pessoas que querem er um filho e ñ tem dinheiro para tratamentos ou para adopçao.
jinhos


De Luar a 18 de Março de 2005 às 20:42
Os meus sinceros parabéns! Fizeste o que muitas pessoas podiam fazer e não fazem apenas por egoismo, não querem criar uma criança de outra pessoa, e são tantas as que não têm ninguém! Como vez deste uma mão a uma criança e deram-te a que sempre sonhaste! Boa sorte e felicidades foi um gesto lindo da vossa parte.
claro que me podes linkar, é para mim uma honra um beijo para os 3 e uma festinha nessa barriga. lol


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Para não perder o Blog

. Fim

. (Re)Escrever o Verbo Amar

. Deixo-te escolher...

. Olhar

. Xeque-Mate da vida...

. Noite...

. Sonho

. Anjo das Asas Negras

. Não há fuga

.arquivos

. Agosto 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds